Arte, música e expressão.
Compositor e professor.

POÉTICA

Com a poética de sempre explorar o que é desconhecido para mim, desenvolvi uma intimidade com os sons e aprendi a realmente apreciar todos os maravilhosos pequenos detalhes, os movimentos internos e cores, e a expressividade que é possível em contextos únicos; também aprendi a observar o quão miríade o mundo dos gestos pode ser, analisando movimentos do mundo real (físicos, visuais e energéticos), e experimentando como isso pode esculpir o som.

 

Prefiro trabalhar com poucos sons e construir um discurso musical sem muitos contrastes – pois em exagero podem depreciar a riqueza de cada som – e sim com transformações e acumulações.

ESTUDOS

Estudei 5 anos com Maurício Dottori durante o Bacharel em Música na UFPR, 2 anos com Per Mårtensson e Henrik Strindberg durante a Especialização em Composição na Gotlands Tonsättarskolan na Suécia, e 1 ano com Isabel Mundry e Germán Toro-Pérez no Mestrado em Composição e Eletroacústica na Zürcher Hochschule der Künste na Suíça.

 

Também viajei para vários festivais, nos quais participei de masterclasses e aulas particulares com George Aperghis, Rebecca Saunders, Beat Furrer e Edson Zampronha.

Curriculum Vitae

PERFORMANCES

Estreia de Lamento | Sátira (2013) com Jon Roskilly no trombone.

Kleiner Saal, ZHdK in Zürich, Schweiz 

Quinteto, I. Branco II. Azure

Estreia de Quinteto, I. Branco II. Azure (2012)

para flauta (piccolo, flauta alto), oboe, clarinete em sib (clarone, requinta), fagote e trompa.


Grosser Saal - ZHdK in Zürich, Schweiz

 

Patrycja Pakiela, flautas
Catarina Castro, oboe
Moritz Roelcke, clarinetes
Francisca Bastos, fagote
Annette Cox, trompa
Luiz Pura Luz, regente

“Yugen significa obscuro e profundo, misterioso e ilusório (...) uma experiência de sombra na luz ou de iluminação sombria (...) sugerindo a infinidade da escuridão (...) que te seduz para mergulhar para dentro, para perder a si mesmo. Podemos considerá-lo um aspecto do sublime (...)”
幽玄

Yugen

幽玄 

Estreia de           Yugen (2013)

para flauta (piccolo), percussão, piano e trio de cordas.


Vårdklockans kyrka i Visby, Sverige

 

Sara Hammarström, flautas
Daniel Saur, percussão
Mårten Landström, piano
Erik Liljenberg, violino
Kim Hellgren, viola
David Gammelgård, violoncelo

Petter Sundkvist, regente

幽玄